sábado, 6 de agosto de 2016

Enquanto Reck ressuscita Muraro, Vander se une a ex-vereadora Clarice Grapeggia

Reck ressuscitou Muraro (foto de cima) desaparecido desde 2008;
Vander trouxe Clarice Grapeggia de volta à política (foto de baixo).
As convenções partidárias em Tangará da Serra reservaram surpresas e milagres. O maior dos milagres foi ver o PSD de Reck Júnior (candidato a prefeito) ressuscitar o ex-prefeito Jaime Muraro (DEM), prefeito afastado há alguns anos acusado de cometer irregularidades e considerado ficha-suja – segundo lista do TSE não pode concorrer a nenhum cargo eletivo até 2022 – e que estava desaparecido da política tangaraense desde 2008.

Aliás, no palanque de Reck, além de Muraro estava o deputado estadual Wagner Ramos (PSD), que quase bateu na trave em 2014, o candidato a prefeito terceiro colocado em 2012 Rubens Jolando, a candidata a prefeita derrotada em 2008 Azenate Carvalho (PSB) e o candidato a prefeito derrotado por Saturnino Masson (PSDB) na eleição indireta de 2011 Luiz Henrique (PTB).

Já o PTB surpreendeu a maioria das pessoas ao abrir mão da candidatura a prefeito de seu presidente Marcos Scolari, o Marquinhos da Vitani, para indicar Clarice Grapeggia como candidata a vice-prefeita de Vander Masson (PSDB). Clarice já havia sido definida no início da semana, mas vinha sendo mantida em certo sigilo para evitar desgaste.

Sílvio Sommavilla (PDT) também surpreendeu, ainda mais ao se juntar a Júnior Pimenta, do desgastado PT. Todo mundo pensava que Somma iria desistir aos 45 do segundo tempo, como já fez em 2012. Porém, mesmo após ser chamado para se unir a PSDB e PSD, o presidente da Câmara decidiu arriscar.

A outra decisão não causa nenhuma surpresa. Bezerra já era vice de Fábio há muito tempo e usou o G-5 para se fortalecer e conquistar o isolado PMDB. 


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.