segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Sexta-feira Negra: Assaltos com violência assustam moradores de Tangará da Serra

Vítima de violência na Sexta-Feira Negra
Tangará da Serra viveu momentos de tensão e medo neste final de semana. Assaltos violentos foram registrados quase que simultaneamente por todos os cantos da cidade. A Sexta-Feira foi Negra com registros de furtos, roubos e assaltos a mão armada no Jardim Angola, Jardim Santa Lúcia, Centro, Jardim Europa e Vila Santa Terezinha.

Pelo menos 10 assaltos graves foram registrados pela Polícia Judiciária Civil.

O mais grave foi registrado no santa Lúcia. Elementos armados renderam um homem que estava chegando em casa de carro, obrigaram-no a entrar e renderam o resto de sua família. Do local eles levaram objetos pessoais e dinheiro e deixaram medo e terror.

Vítimas continuaram sendo feitas no sábado por toda cidade. Logo na primeira hora da manhã um professor de educação física foi assaltado a 50 metros da Delegacia enquanto esperava um de seus alunos para iniciar um treinamento físico.

No sábado a noite uma mulher foi esfaqueada na rua 9-A na região do Monte Líbano.

Arma apreendida com o "Facção".
Velho conhecido da polícia que acabara de sair da cadeia
Já no domingo várias pessoas foram rendidas e feitas reféns em uma frutaria na avenida Lions Internacional, bem em frente a Anhambi. Os elementos nem se importaram com o horário e o movimento já que o caso ocorreu por volta do meio-dia.

Eles amarram pelo menos 6 pessoas usando sacos de embalar frutas. Dinheiro, celulares e uma caminhonete Frontier foram levados pelos meliantes.

Nas redes sociais a população reagiu a onda de assaltos e pede providências. "Estamos a mercê desses vagabundos", disse um cidadão. "A gente sai de casa e é assaltado, fica em casa e corre risco também", comentou outro.

Moradores pedem que a classe política local dê mais atenção a este agravante.