sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Vereador defende que MT-358 no Chapadão do Rio Verde volte ao controle do Governo Federal

Acompanhado do vereador de Diamantino, Edilson Mota Sampaio, o presidente da Câmara de Tangará da Serra, Sílvio Sommavilla, fez um ‘micro estradeiro’ pela MT-358 na região conhecida como Chapadão do Rio Verde, responsável pela maioria absoluta da produção agrícola de Tangará. 

O objetivo era conhecer de perto a realidade e propor políticas para o Estado como principal delas a pavimentação do trecho de mais ou menos 100 quilômetros. 

Todavia, a mais interessante das ideias surgidas no ‘tour’ pretende sensibilizar autoridades para que o trecho seja devolvido ao Governo Federal. Somma e Edilson percorreram o trecho que já foi federal. Estrategicamente o ex-governador, hoje senador, Blairo Maggi, propôs há alguns anos a mudança do traçado da BR-364 para a MT-170 (que ruma a Campo Novo do Parecis e Sapezal) deixando de lado o Chapadão do Rio Verde. 

Quem perdeu foram os produtores de Tangará, penalizados pela infeliz atitude de Maggi. Hoje, o Estado não investe um vintém furado na MT-358. Será um caminho longo, inverso e incerto.