sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

No Facebook, Zé Pequeno fala sobre Dilma, PT, dor e sofrimento

Zé Pequeno em foto tirada em 2014 no período em que esteve
a frente da Prefeitura.
O vice-prefeito de Tangará da Serra, professor Mestre José Pereira Filho, o petista Zé Pequeno, usou sua página no Facebook para comentar em forma de poesia sobre a situação atual da política brasileira. Zé falou sobre o PT, sobre Dilma, política, corrupção, dor, sofrimento, discriminação, homofobia e ódio.

O petista desabafou.

Ele começa dizendo que está com "a alma ferida com o ódio destilado", deixando claro, em suas palavras, que se sente discriminado: “Eu senti, e eu sofri e eu chorei! Senti a lança do algoz: que me comparou a porco, porque votei na Dilma e porque sou do PT; que me chamou de corrupto e ladrão, porque sou do PT; que me chamou de burro e idiota, porque votei na Dilma e sou do PT; E eu senti, e eu sofri e eu chorei”, diz.

O vice-prefeito, filiado histórico do PT de Tangará da Serra, compara a discriminação que vem sofrendo por ser do PT a mesma sofrida por negros, certas religiões, gays e mulheres protagonistas. “Senti a dor do pobre desgraçado, desvalido, sem teto, sem terra, sem razão”, diz o texto-poesia.

Zé fala ainda sobre Deus, fé, democracia, livre-arbítrio e liberdade de escolha. E finaliza falando sobre descobertas: “E descobri: Que o remédio para o ódio é o amor; Que o remédio para repressão física e de consciência é a democracia e a liberdade; Que o remédio contra a intolerância é a tolerância. E eu vivi e resisti...”.

A postagem do vice-prefeito recebeu dezenas de curtidas e comentários, a maioria de apoio outros negativos.


Zé continua sendo um dos principais políticos de Tangará da Serra, já foi vereador, secretário e agora está vice-prefeito. Além de político é professor da Unemat e ao longo das últimas quatro décadas contribuiu de maneira ímpar com nossa cidade, por isso merece nosso respeito independendo de partido, posição política e opinião.