quinta-feira, 21 de julho de 2016

Governo sinaliza para ajudar na manutenção do hospital municipal a partir de setembro

Secretária Adjunta de Políticas de Regionalização de Saúde,
Maria Salete Ribeiro
Durante visita a Tangará da Serra a secretária adjunta de Políticas de Regionalização em Saúde, Maria Salete Ribeiro, afirmou que o Governo do Estado está finalizando estudos para auxiliar na manutenção dos serviços do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito. “Estamos finalizando o levantamento e em no máximo 20 ou 30 dias queremos estar com tudo pronto e aí poderemos mandar aporte financeiro para auxiliar a Prefeitura”, disse ela.

A expectativa é de que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) envie mensalmente cerca de R$ 600 mil para a manutenção do hospital. O pedido da Secretaria Municipal de Saúde era de que fossem enviados R$ 850 mil mensalmente, entretanto, Maria Salete salientou que o valor não cabe no orçamento do Estado. “Nossa intenção é repassar valores iguais aos que passamos para outras unidades do tipo no Estado”, falou.

Ela ainda conheceu a rede de clínicas e hospitais particulares de Tangará da Serra
O secretário Municipal de Saúde, Itamar Bonfim, comemorou. “Os custos mensais do hospital será de algo em torno de R$ 2 milhões por mês, se o Governo do Estado nos repassar 600 mil mensais isso representará um alívio e desafogará o orçamento do Município”, disse.

A secretária ainda contou que há um esforço coletivo para a liberação outras emendas (além dos R$ 1,6 milhão já liberados de emendas dos deputados Saturnino e Wagner) para a aquisição de equipamentos permanentes para o Hospital Municipal.


Maria Salete fez um tour por várias clínicas e hospitais particulares de Tangará da Serra, conheceu a estrutura de saúde da cidade e levou demandas para a Secretaria de Estado. “Fiquei impressionada com a estrutura de saúde de Tangará e vamos trabalhar para apoiar e descentralizar os atendimentos que hoje estão concentrados na capital”, disse.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.