terça-feira, 10 de maio de 2016

Deputados e representantes de entidades se reúnem com Detran para resolver a questão dos guinchos em Tangará

Reunião teve importantes avanços em Cuiabá
Uma reunião em Cuiabá nesta terça-feira, 10, representou grande avanço na resolução de problemas urgentes de Tangará da Serra. O ato reuniu os deputados Saturnino Masson (PSDB) e Wagner Ramos (PSD), representantes de sindicatos, empresários, polícias Militar e Civil, Loja Maçônica, secretaria de infraestrutura, Consegur, GGI, Acits de Tangará da Serra e o presidente do Detran/MT Arnon Osny Lucas.

Entre os assuntos discutidos destaque para as questões dos serviços dos guinchos, da destinação de veículos apreendidos e a construção da nova sede da Ciretran de Tangará da Serra, sendo que a principal delas é a regularização dos guinchos que atuam no município.

O empresário e ex-presidente da Acits Vander Masson, representante da classe empresarial, participou da reunião e destacou os avanços. “Agradeço o interesse do Detran em poder nos receber e solucionar esta questão do guincho em Tangará, só assim poderemos ter preço justo e de qualidade para a população, quando necessita dos serviços de guincho”, destacou.

O deputado Saturnino Masson falou que o assunto é urgente. “Tratar desses assuntos que há tempos necessitamos e somos cobrados por isso e melhor ainda é sabermos que já temos respostas para nossos questionamentos”, disse

A reunião terminou com avanços significativos e promessas de soluções. O presidente do Detran disse que uma licitação será feita em um prazo de 90 dias para regularizar os serviços de guinchos. “Em 20 dias já teremos o Termo de Referência pronto para darmos encaminhamento ao processo licitatório para a contratação dos guinchos”, declarou

Quanto a superlotação do pátio da Ciretran disse: “Em breve vamos comprimir os veículos que estão há mais de dois anos parados no pátio e até o mês de agosto faremos leilão a cada 60 dias caso o proprietário do veículo apreendido não o retire do pátio”.

Quanto a Sede nova da Ciretran de Tangará ele assegurou que para 2017 serão destinados recursos para ser construído um novo prédio, e pede aos empresários e a Prefeitura Municipal que se mobilizem a encontrar um local adequado para a construção. “Enquanto não construirmos uma nova sede iremos alugar um prédio mais amplo e com mai condições”, disse.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.