terça-feira, 10 de maio de 2016

Reflexão: Secretário afastado da Seduc é o mesmo que denunciou Iolanda Garcia no Ministério Público

Ex-secretária de Educação de Tangará da Serra Iolanda Garcia
Ex-secretário de Educação de MT Permínio Pinto
Refletindo sobre o afastamento de Permínio Pinto da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a pedido do próprio, conforme informou o Palácio Paiaguás, uma lembrança me veio à tona: não foi ele o responsável pelo imbróglio envolvendo a ex-secretária de Educação de Tangará da Serra Iolanda Garcia em 2015?

À época, Permínio fez um estardalhaço, divulgou na imprensa uma fotografia de um ônibus escolar utilizado por alunos de uma escola tangaraense que participavam de um concurso de poesia em Cuiabá.

Permínio ventilou que o veículo era usado em manifesto do MST. Iolanda foi injustamente afastada e achincalhada. Meses depois foi inocentada tanto pelo MP quanto por uma sindicância na Prefeitura. Ficou comprovado que os alunos da Escola Estadual Ernesto Che Guevara usaram o ônibus para participar do 1º Festival Estadual de Poesias em Cuiabá, entre 13 e 16 de agosto e não de manifesto do MST, conforme afirmava Permínio.

Na ocasião, o próprio Permínio ligou para o prefeito de Tangará da Serra Fábio Junqueira (PMDB), pedindo explicações sobre o uso do tal ônibus. Isso teria custado a 'cabeça' de Iolanda.


Permínio pagou de pai da retidão por causa de um ônibus e agora teve em sua secretaria um esquema que desviou R$ 56 milhões e não viu nada? Não estou afirmando que ele esteve ou está envolvido no esquema, só me surpreende que um homem que enxergou um ônibus num protesto do MST não tenha enxergado um esquema de corrupção tão grande como este que vem à tona agora.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.