sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Rodovias de Tangará da Serra entre as piores de Mato Grosso

MT-358 próximo ao Salto das Nuvens
Crédito: Reprodução TV Vale/Record
Tentei até me surpreender quando li a divulgação da Confederação Nacional dos Transportes, a CNT, informando que entre as piores rodovias de Mato Grosso estão duas que ligam Tangará da Serra a Cuiabá. Não me surpreendi porque não é novidade para gente que pode ver. A notícia, que ganhou as manchetes da imprensa cuiabana hoje, quase passou despercebida na mídia local não fosse um ou outro meio de comunicação destacar - a TV Record, por exemplo, mostrou.

Vamos a pesquisa. Segundo a CNT, de 10 rodovias estaduais analisadas, avaliadas in loco por profissionais da área de transportes, 6 estão em condições ruins de trafegabilidade, entre elas a MT-358, que liga o Distrito de Assari (Município de Barra do Bugres) ao Distrito Itamarati Norte (Campo Novo do Parecis), passando por dentro de Tangará da Serra - literalmente por dentro, pois seu traçado no mapa ainda aparece cortando a cidade chegando pela Rua 26, via Vila Goiás e seguindo até a Vila Esmeralda.

Das 10, outras duas estão em situação péssima de tráfego, entre elas a MT-246, que liga Barra do Bugres ao entroncamento com a BR-163, em Jangada. Rodovia quase que inevitável para cerca de 300 mil habitantes da região médio-norte e noroeste de MT que queiram chegar a capital do estado. Buracos - ou seriam crateras-, falta de sinalização, falta de acostamento e tantos outros problemas a tornam péssima. Outras duas são consideradas regulares. não sei onde ficam - talvez nem sejam em MT.

Bem, vamos lá. Vejo todos os dias o governador Pedro Taques, do PSDB, mostrando nos canais de TV, até no milionário intervalo do Jornal Nacional, um tal programa batizado de Pró-Estradas, anunciado como o maior programa da história da pavimentação rodoviária mato-grossense. Pasmo todas as vezes que vejo aquele monte de máquinas trabalhando, abrindo fronteiras, recapeando, construindo pontes. Penso, será que estão falando do mesmo Mato Grosso que eu conheço? Ou Tangará da Serra é outro MT na visão deste governo? Por aqui, por enquanto, ainda não vi máquina alguma. E a pesquisa da CNT confirma: das 8 piores estradas do estado duas passam por aqui.

Das duas uma, ou o governador Pedro Taques não gosta de Tangará da Serra ou está nos faltando mais força política. Mas peraí, temos dois deputados: o Ramos e o Masson. Por sinal muito bem articulados. Tomara que essa força política se converta em ações concretas não apenas em garantias orçamentárias no PPA que sabe-se lá se será cumprido.