segunda-feira, 13 de junho de 2016

Ficou na promessa: Enquanto cidades de MT recebem voos regionais da Azul, Tangará ‘fica a ver navios’

Duas semanas depois que assumiu a Prefeitura em 2013, Fábio
foi até o aeroporto, tirou foto no meio do mato e prometeu
colocá-lo em funcionamento o mais rápido possível.
03 anos e meio se passaram e se ele voltasse lá conseguiria
tirar uma foto em condições similares.
E mais uma vez Tangará da Serra fica a ver navios e não aviões como prometeu o prefeito Fábio Junqueira (PMDB) durante a campanha de 2012. Seu mandato já caminha para os últimos 5 meses e o peemedebista não conseguiu tornar o aeroporto municipal viável para receber voos que liguem a cidade a Cuiabá, por exemplo.

Lembro-me que em 16 de janeiro de 2013, duas semanas após assumir a Prefeitura, Fábio foi até o aeroporto, prometeu regularizá-lo e deixá-lo apto a exportar produtos e receber voos comerciais. Em reportagem publicada na ocasião pela mídia local, Fábio dizia que a intenção era “colocar de fato o aeroporto em funcionamento o mais rápido possível, o adequando com terminal de passageiros para ter uma linha aérea funcionando devidamente”.

Balela! Conversa pra boi dormir! Blá, blá, blá!


Na ocasião, Fábio foi até o aeroporto, tirou foto no meio do mato e prometeu colocá-lo em funcionamento o mais rápido possível. Três anos e meio se passaram e se ele voltasse lá conseguiria tirar uma foto em condições similares.

O único investimento feito no local foi a construção de um puxadinho de uns 50 metros quadrados para receber equipamentos de incêndio e uma sala de embarque. Investimentos miseráveis que não chegam a 200 mil reais. Tão miseráveis que foram insuficientes para atrair os olhares das empresas aéreas para Tangará.

Enquanto isso, cidades como Sorriso, Barra do Garças e Cáceres caminham, ou melhor, voam visualizando o horizonte que a aviação regional irá proporcionar. Sorriso já recebe desde o inicio do mês voos da Azul Linhas Aéreas, que investirá ainda este ano nas outras duas cidades. Todas menores que Tangará da Serra.

Bastou o governador Pedro Taques (PSDB) lançar em abril o programa Voe MT que a empresa anunciou a adesão e até chegou a citar que tem interesse em Tangará, mas do jeito que tá o aeroporto não tem como. Outra empresa, a Asta Linhas Aéreas também já demonstrou interesse, mas esbarra na falta de estrutura do nosso aeroporto e na inércia do poder público municipal, que se escora no Governo Federal aguardando que a Secretaria de Aviação Civil da União invista aqui. Vai esperar e muito!

Se a Gestão Junqueira não deu conta de resolver esse problema em 3 anos e meio não será nos 6 últimos meses do mandato que irá resolver.

Enquanto isso perdemos o bonde, aliás, o avião da história.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.