terça-feira, 5 de abril de 2016

Minha opinião: Sommavilla e seus companheiros deram tiro no pé às vésperas da eleição

Vereadores que assinaram requerimento
da CEI do Cascalhamento
O presidente da Câmara Municipal de Tangará da Serra Sílvio Sommavilla (PDT) disparou ‘tiro de pólvora seca’ ao propor, juntamente com outros seis vereadores, a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar abusos na utilização de máquinas da Prefeitura e servidores públicos na recuperação e patrolamento da Estrada da Palmital, entre outras acusações apontadas em documento que requer a abertura da CEI.

Sommavilla foi com alguns vereadores na referida estrada, localizada na região do Ararão, filmou, fotografou e esmiuçou a estradinha rural e a fazenda em busca de provas que pudessem por na berlinda o secretário de Infraestrutura Selton Vieira e o prefeito Fábio Junqueira (PMDB).

Chamou a imprensa e lançou no ar uma série de suspeitas: uso de máquinas públicas em propriedade particular, uso de servidores, cascalhamento da tal estrada e construção de drenagem pluvial e até crimes ambientais na abertura de um trecho da via e na retirada do cascalho.

Porém, as provas são bem fraquinhas, quase insignificantes. Sommavilla se precipitou, jogou palavras ao vento e conseguiu dar um tiro no pé. Ganhou apoio de seis vereadores, mas esculpiu também uma montanha de rejeição e impopularidade. Produtores, feirantes, sitiantes, criadores de frango e até empresários da área urbana ficaram alvorotados com Sommavilla e os demais vereadores que assinaram o requerimento.

Pequenos produtores e empresários entendem que é tudo politicagem e temem que a abertura da CEI atrapalhe e até impeça a revitalização, cascalhamento, enfim a manutenção de outras centenas de quilômetros de estradas rurais.

Agora, os subscritores do tal requerimento, vereadores Sílvio Sommavilla (PDT), Azenate Carvalho (PSB), Sebastian Ramos (PSB), Luiz Henrique (PSB), Professor Vagner (PSDB), Fabão (PSDB) e Weliton ‘Coquinho’ (PT) enfrentam uma situação impopular em pleno ano de eleição.

Falhou Sommavilla, falharam os demais vereadores!

Quem sou eu para sugerir isso, mas acho que o mais coerente seria desistir dessa CEI, cancelar o requerimento, por o rabinho entre as pernas e encontrar meios mais contundentes para atingir o governo.

É ano de eleição gente e se querem ser eleitos novamente parem de gastar balas à toa.