domingo, 17 de abril de 2016

Os deputados mais favorecidos pelo voto de Tangará da Serra votaram contra o impeachment de Dilma

Sem os votos de Rogério (no meio) em Tangará,
nem Valtenir nem Ságuas teriam sido eleitos.
Seis dos oito deputados federais de Mato grosso votaram favoráveis ao impedimento da presidente da República Dilma Roussef (PT). Foram eles: Adilton Sachetti (PSB), Fábio Garcia (PSB), Nilson leitão (PSDB), Carlos Bezerra (PMDB), Vitório Galli (PSC) e Tampinha (PSD).

Apenas Ságuas Moraes (PT), ex-prefeito de Juína e Valtenir Pereira (PMDB) votaram contra o impedimento da presidente.

Vale lembrar que Valtenir e Ságuas foram os mais favorecidos pelos votos dos tangaraenses na última eleição. Eu explico:

O candidato tangaraense Rogério Silva, vereador hoje pelo PMDB, recebeu 15.262 (mais votado na cidade), que somados aos 372 votos de Valtenir foi determinante para que ele fosse eleito. Ou seja, se não fossem os votos de Tangará, Valtenir jamais seria eleito.

O segundo mais votado em 2014 foi Ságuas Moraes, que recebeu 3.908 em Tangará da Serra.

Logo, os dois mais votados por aqui se posicionaram contra o impedimento.

Lembrando que Valtenir foi apresentado a Tangará da Serra pelo próprio vereador Rogério Silva que o acompanhou por vários partidos (PSB, PROS, PMB e agora no PMDB).