quarta-feira, 23 de março de 2016

Garçom: Em nota, AL e Claudinho Frare dizem que houve erro no cadastro

Primeira nota: Claudinho exonerado no dia 01 de março
Segunda nota: Parte da exoneração foi retirada
CLIQUE PARA AMPLIAR
Em documento assinado pelo presidente da Assembleia Legislativa (AL) Guilherme Maluf (PSDB), divulgado no final da tarde desta terça-feira pelo suplente de vereador Claudinho Frare, a AL informou que houve um erro de digitação no momento do cadastramento de Claudinho no sistema o que ocasionou o ‘mal entendido’.

Claudinho é, segundo a nota, Assessor Parlamentar do deputado Wagner Ramos (PSD) e não garçom lotado na Secretaria de Administração e Patrimônio da Assembleia.

Na primeira nota que recebi ontem a tarde (sem a assinatura do presidente da AL) também aparecia a informação de que Claudinho havia sido exonerado no dia 1º de março, entretanto, em um segundo documento (assinado pelo presidente da AL) o trecho da exoneração foi retirado da nota.

Se houve exoneração ou não eu não sei explicar.

Desgastado pela situação, Claudinho me disse o seguinte:“Fui nomeado em novembro, mas não sabia que estava como garçom, fiquei sabendo por você, liguei na AL e me disseram que pode ter havido um erro no cadastro. Sou assessor parlamentar do Wagner Ramos. Acho que houve um erro de comunicação”, esclareceu.