quarta-feira, 9 de março de 2016

Suposta falsificação na prestação de contas de campanha está nas mãos da Polícia Federal

Após receber autorização do TRE, a Polícia Federal abrirá inquérito para investigar o deputado estadual Saturnino Masson (PSDB), que está licenciado. Se comprovada a falsificação na prestação de contas de campanha, Masson poderá ser denunciado à Justiça e até perder o mandato. 

Em nota ele declarou que é favorável à investigação e que tal doação está dentro da legalidade.

O deputado é acusado de ocultar doação de campanha, o que configura crime eleitoral. Um homem, identificado como Cícero Xarles Soares Marinho, aparece como doador de R$ 1,3 mil à campanha de Saturnino, todavia Cícero Marinho afirmou que não realizou nenhuma doação financeira ao parlamentar.


Por ser deputado Saturnino tem foro privilegiado e só o TRE pode autorizar uma investigação. Diante da negativa do suposto doador, o juiz do TRE Rodrigo Curvo decidiu autorizar o inquérito e deu prazo de 90 dias para sua conclusão.