quarta-feira, 9 de março de 2016

Minha opinião: Querem calar o vereador Niltinho do Lanche!

Uma carta anônima entregue à Câmara Municipal na semana passada tenta calar a voz de um dos vereadores mais coerentes em seus discursos no Legislativo Tangaraense: Niltinho do Lanche (PMDB). A carta, no mínimo tendenciosa, veio à público ontem na sessão ordinária da Casa de Leis através do próprio Niltinho que estava visivelmente chateado com a situação. "Nunca fiz nada de mal à Tangará, sempre quis o bem da nossa cidade. Sempre fui transparente, eu ando com a verdade e sempre andarei com ela", disse.

A carta anônima, entre outros, acusa Niltinho de quebra de decoro parlamentar devido aos discursos afiados do vereador na tribuna livre do Parlamento. A pessoa que a escreveu repreende o fato de Niltinho ter sido crítico ao ponto de utilizar palavras e expressões que denigrem a honra de dois vereadores: Wellington Bezerra (PMB) e Sílvio Sommavilla (PV) – respectivamente secretário e presidente do Legislativo.

A tal pessoa chega a sugerir que Niltinho seja cassado por quebra de decoro parlamentar sob as seguintes acusações: Crime contra a honra, decência, moralidade e pudor, seriedade e compostura. Pra completar a pessoa dá um ultimato: “Exijo providências, pois existem muitos bons suplentes de vereadores que podem estar substituindo ele com mais qualidade e respeito”.

No meu ponto de vista, Niltinho do Lanche apenas fala o que pensa, da maneira que o povo entende, não entra em conluio com ninguém e suas expressões, apesar de serem ásperas exprimem o pensamento do vereador. Se for cassar Niltinho pelo palavreado devia-se cassar deputados e senadores que trocam farpas horrendas no Parlamento Federal e até se agridem fisicamente.

Se for cassar Niltinho sugiro que seja analisada uma situação ocorrida no dia 16 de dezembro quando em uma reunião o vereador Fabão (PSDB) teria xingado o vereador Bezerra (Clique aqui para relembrar o fato). Isso também não seria quebra de decoro?


Niltinho do Lanche defende seu ponto de vista ‘doa a quem doer’ e na minha simplória opinião os outros 13 parlamentares deveriam ter a mesma atitude que ele tem... afinal de contas vereador é eleito para legislar, fiscalizar e defender o interesse do povo e não para ficar com sentimentalidades na Câmara.