terça-feira, 1 de março de 2016

Wagner Ramos 'namora' com o PSD de Reck Júnior e do vice governador

Depois de ser resignado pelo PMDB de Fábio Junqueira, o deputado estadual Wagner Ramos deverá deixar o PR e ingressar no PSD, partido do presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra e pré-candidato a prefeito Reck Júnior, do vice governador Carlos Fávaro e do ministro Gilberto Kassab.

De acordo com a imprensa estadual já está tudo acertado para o ingresso de Ramos no partido. Além disso, outros 4 deputados deverão fazer o mesmo e oficializar dentro da Assembleia Legislativa o que já vinha se observando desde o início desta legislatura: uma base governista mais numerosa que a oposição.

As migrações que vêm sendo costuradas apontam o PSDB e o PSD, do governador e vice, Pedro Taques e Carlos Fávaro, respectivamente, como as futuras maiores bancadas do Parlamento.


A tendência é que os dois partidos passem a ter, cada um, cinco deputados. O PSD, que hoje conta com José Domingos Fraga, Pedro Satélite e Gilmar Fabris (este último licenciado do cargo), deve receber, além de Wagner Ramos, Ondanir Bortolini, o Nininho, atualmente filiados ao PR. Já o PSDB, que tem Wilson Santos, Guilherme Maluf e Saturnino Masson (também afastado das atividades), pode passar a contar com Leonardo Albuquerque (PDT) e Baiano Filho (PMDB).